domingo, dezembro 18, 2005

A VOLTA DO ZORRO

Em breve...

sexta-feira, novembro 25, 2005

O QUE FIZEMOS ???

Então é Natal
Simone

Então é Natal, e o que você fez?
O ano termina, e nasce outra vez.
Então é Natal, a festa Cristã.
Do velho e do novo, do amor como um todo.
Então bom Natal, e um ano novo também.
Que seja feliz quem, souber o que é o bem.
Então é Natal, pro enfermo e pro são.
Pro rico e pro pobre, num só coração.
Então bom Natal, pro branco e pro negro.
Amarelo e vermelho, pra paz afinal.
Então bom Natal, e um ano novo também.
Que seja feliz quem, souber o que é o bem.
Então é Natal, o que a gente fez?
O ano termina, e começa outra vez.
E Então é Natal, a festa Cristã.
Do velho e do novo, o amor como um todo.
Então bom Natal, e um ano novo também.
Que seja feliz quem, souber o que é o bem.
Harehama,
Há quem ama.
Harehama, ha...
Então é Natal, e o que você fez?
O ano termina, e nasce outra vez.
Hiroshima, Nagasaki, Mururoa...

domingo, novembro 20, 2005

PRA GENTE SER FELIZ

Era Uma Vez
Toquinho e Sandy

Composição: Álvaro Socci / Cláudio Matta

Era uma vez
Um lugarzinho no meio do nada
Com sabor de chocolate
E cheiro de terra molhada

Era uma vez
A riqueza contra a simplicidade
Uma mostrando pra outra
Quem dava mais felicidade

Pra gente ser feliz
Tem que cultivar as nossas amizades
Os amigos de verdade
Pra gente ser feliz
Tem que mergulhar na própria fantasia
Na nossa liberdade

Uma história de amor
De aventura e de magia
Só tem a ver
Quem já foi criança um dia

sexta-feira, novembro 18, 2005

MARINA LIMA - NOBLAT - ZORRO

À francesa
Marina Lima

Meu amor se você for embora
Sabe lá o que será de mim
Passeando pelo mundo a fora
Na cidade que não tem mais fim
Ora dando fora ora bola
Uma irresponsável pobre de mim
Se eu te peço para ficar ou não
Meu amor eu lhe juro
Que não quero deixá-lo na mão
E nem sozinho no escuro
Mas os momentos felizes
Não estão escondidos
Nem no passado e nem no futuro
Meu amor não vai haver tristeza
Nada além de fim de tarde a mais
Mas depois as luzes todas acesas
Paraísos artificiais
E se você saísse à francesa
Eu viajaria muito mas muito mais

quarta-feira, novembro 16, 2005

BANHO DE AMOR

Lindo Lago do Amor
Gonzaguinha

E bem que viu o bem-te-vi
A sabiá sabia já
A lua só olhou pro sol
A chuva abençoou
O vento diz que ele é feliz
A águia quis saber
Porque, pourqué, porquois será
O sapo entregou
Ele tomou um banho de água fresca
No lindo lago de amor
Maravilhosamente clara água
No lindo lago de amor

O sabiá, a águia, o sapo, todos são felizes, porque será ???
Será porque eles não falam ???

ZorroTonto

quinta-feira, novembro 10, 2005

"" O ANTES, O AGORA, E O DEPOIS ""

Sozinho
Peninha

Composição: Peninha

Ás vezes no silêncio da noite
Eu fico imaginando nós dois
Eu fico aqui sonhando acordado
Juntando, o antes, o agora e o depois
Porque você me deixa tão solto?
Porque você não cola em mim?
Tô me sentindo muito sozinho
Quando a gente gosta é claro que a gente cuida
Fala que me ama só que é da boca pra fora
Ou você me ama ou não está madura
Yeah Yeah Yeah Yeah
Onde está você agora?

Antes, o passado, o aprendizado, as amizades, os amores, lembranças inesquecíveis, sejam elas boas ou ruins, são as experiências.
O agora, o presente, vivo, on line, o prazer, o sofrimento, o problema, a solução, a busca do antes para solucionar, amparar, o agora.
O depois, o futuro, a busca, a projeção, as esperanças, os projetos, a busca do antes, do agora, para construir o,
Depois, e cabe a nós construí-lo, pavimentá-lo, realizá-lo.
Sozinho, jamais, sempre com à família, os amigos, as lembranças, e você

ZorroTonto

quarta-feira, novembro 09, 2005

TUDO É MAIS FORTE

A Guerra Dos Meninos
Roberto Carlos
Composição: Roberto Carlos - Erasmo Carlos

Hoje eu tive um sonho que foi o mais bonito
Que eu sonhei em toda a minha vida
Sonhei que todo mundo vivia preocupado
Tentando encontrar uma saída
Quando em minha porta alguém tocou
Sem que ela se abrisse ele entrou
E era algo tão divino, luz em forma de menino
Que uma canção me ensinou
Tinha na inocência a sabedoria
Da simplicidade e me dizia
Que tudo é mais forte quando todos cantam
A mesma canção e que eu devia
Ensinar a todos por ali
E quantos mais houvessem para ouvir
E a fé em cada coração, na força daquela canção
Seria ouvida lá no céu por Deus
E saí cantando meu pequeno hino
Quando vi que alguém também cantava
Vi minha esperança na voz de um menino
Que sorrindo me acompanhava
Outros que brincavam mais além
Deixavam de brincar pra vir também
E cada vez crescia mais aquele batalhão de paz
Onde já marchavam mais de cem
De todos os lugares vinham aos milhares
E em pouco tempo eram milhões
Invadindo ruas, campos e cidades
Espalhando amor aos corações
Em resposta o céu se iluminou
Uma luz imensa apareceu
Tocaram fortes os sinos, os sons eram divinos
A paz tão esperada aconteceu
Inimigos se abraçaram e juntos festejaram
O bem maior, a paz, o amor e Deus